Vereador Manuel Mariano se destaca com sua atuação no Município de Orobó

Críticas ao prefeito de Orobó são compartilhadas por vereador eleito em seu palanque

O vereador oroboense Manoel Mariano (PP), principal articulador da campanha vitoriosa do prefeito Cléber Chaparral (PSD), tem continuamente mostrado sua insatisfação com o gestor. A mágoa política é revelada através de postagens e matérias veiculadas sobre falhas do prefeito Chaparral. Recentemente, o vereador enviou (via email) a reportagem do Blog do Agreste relato de uma servidora municipal, cobrando do chefe do executivo repasse dos descontos oriundos dos contratos comissionados. Segundo mensagem da educadora, ela estaria sendo prejudicada por conta da irresponsabilidade da administração de Chaparral. Confira abaixo o escreveu a funcionária municipal:

A professora Madalena Margarida de França, extremamente chateada, vem cobrar em caráter de urgência ao gestor público que se digne a cumprir sua obrigação de representante do povo, e pague em dia, corretamente os descontos dos empréstimos consignados da Caixa Econômica Federal dos servidores que possuem contrato com a entidade. Esta é a terceira vez em menos de um ano que a professora acima citada, recebe notificação do SPC e SERASA, por ter seu nome incluso no cadastro de inadimplentes do Banco Central, caracterizando-a como cliente inscrita na lista de mal pagadores, o que causa inúmeros transtornos como, por exemplo: conseguir empréstimo em caso de emergência, usar o cheque Especial, cartões de créditos, além do constrangimento de ser apontada com popularmente as pessoas chamam de veiaca. 

As pessoas honestas e de poucos recursos só tem de valor o nome, quando está limpo. Como aceitar que alguém surge seu nome sem dever nada? Todos os meses o empréstimo já é descontado no nosso pagamento, a PMO, tem o dever de repassar imediatamente para Caixa o que foi pago pelo servidor, para evitar juros e castramento de inadimplência.  Devo fazê-lo ciente que já ganhei uma indenização por danos morais de três mil reais a um ano atrás, quando a C&A me fez uma cobrança indevida me envolvendo num caso como este, e eu a processei no Juizado de Pequenas causas. Essa é a terceira vez que lhe concedo o perdão por sua irresponsabilidade. Mas fique ciente, que se as providências não forem tomadas para que eu tenha meus cartões liberados, abrirei processo contra a parte debandada e ainda chamarei todos os funcionários que receberam essa notificação para que todos lhe cobrem danos morais. Isso é uma vergonha! 

Das outras duas vezes, fui ao Departamento de Pessoal e fiz essa advertência verbalmente, mas paciência tem limite. E a minha com tantas arbitrariedades está esgotada. Diz Madalena. Abaixo está a prova da verdade aqui relatada. Espero que essa situação constrangedora não aconteça mais. Mesmo o ex- prefeito, que ao meu ver, tinha centenas de falhas, jamais fez isso na sua gestão. Exceto o mês de dezembro do ano passado quando ele tinha perdido as eleições e já não estava nem ai para o povo que preferiu essa mudança tão inesperada. Orobó está precisando fazer uma grande revolução protestando contra tanta falta de compromisso com o povo, principalmente os que os elegeu.

Texto do blog do agreste

Post Author: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *