Nota de apoio e solidariedade à luta dos servidores municipais de Gravatá


A Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE) vem a público expressar apoio e solidariedade à luta dos servidores municipais de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, que entraram em greve novamente após o acordo firmado com o interventor coronel Mário Cavalcanti não ter sido cumprido. Os servidores afirmam que ainda não receberam a segunda parcela do 13º e estão com salários de outros meses em atraso, o que é lamentável. Eles afirmam que vão manter o movimento de greve até a resolução do impasse.

Desde o início da intervenção, em 18 de novembro, as entidades sindicais representativas dos servidores demonstraram interesse em manter o diálogo e negociar com o Interventor, Mario Cavalcanti de Albuquerque, que inclusive agendou com a categoria e por duas vezes não compareceu. Fato este lamentável.

A CUT-PE e os representantes dos servidores públicos questionam sobre o porquê da atual Gestão, até o presente momento, não ter apresentado um Relatório da Analise Financeira do Município ou outras documentações que comprovem as condições em que se encontra o município assumido pelo Interventor.

Foi prometido que este relatório seria entregue a população no dia 30 de novembro de 2015, pelo Interventor e sua equipe, o que não ocorreu até o presente momento. A ata assinada pela Gestão e pelas Representações Sindicais, datada do dia 16 de dezembro de 2015, na qual, encontrasse a solicitação da cópia do Relatório da Análise Financeira do Município comprova esta solicitação.

Ressaltamos que as mobilizações e os atos públicos são movidos pelo compromisso, determinação e luta dos servidores conscientes em defesa de seus direitos. Repudiamos a “guerra” de acusações levianas, de inverdades e de contra informações de bastidores provocadas por integrantes da Prefeitura de Gravatá que tentam desqualificar a ação da entidades sindicais, como também o conjunto dos servidores municipais.

O movimento sindical cutista apoia à luta dos servidores municipais de Gravatá. Reivindicamos o pagamento dos salários atrasados,  melhores condições de trabalho, respeito e valorização profissional dos trabalhadores (as)

Exigimos respeito por quem merece!

Somos fortes! Somos CUT!

Direção Estadual da CUT-PE


Recife, 04 de janeiro de 2016













Com informações da assessoria.


























Post Author: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *