PF conclui que áudio de Joesley não foi adulterado

Começou o já tradicional processo de vazamento de informações na investigação da Polícia Federal, agora no caso Joesley x Temer, com a informação de que não houve montagem no áudio da gravação da conversa entre ambos, altas horas, no Palácio do Jaburu.

Ricardo Noblat, em sua coluna, escreve que a perícia da Polícia Federal afirma que “não há sinais de adulteração na gravação da conversa entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista, dono do Grupo JBS”.

Outra das desculpas esfarrapadas de Temer cai por terra. De mentira em mentira, vai ficando sem defesa. E foi só o primeiro vazamentos entre os muitos que virão nas próximas horas e dias.

Por Fernando Brito, do Tijolaço

Post Author: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *