SINDSEP/PE: Os 30 dias do (des)governo Temer


Há exato um mês, o Senado Federal aprovava o afastamento da presidenta Dilma Rousseff por 180 dias. O balanço que se faz desses 30 dias de governo provisório é o pior possível. Uma das primeiras medidas de Michel Temer foi a extinção dos ministérios da Previdência, do Desenvolvimento Agrário e da Cultura e da Controladoria Geral da União. Depois da reação contra o fim da Cultura e da pressão da classe artística, Temer voltou atrás e recriou a pasta. Ele também fundiu Ciência e Tecnologia com o Ministério das Comunicações. Na esteira dos ajustes administrativos, já anunciou a reforma da Previdência, colocando, entre outros pontos, a idade mínima para aposentadoria de 65 anos. O presidente interino ignorou a legislação e exonerou o presidente da EBC, Ricardo Melo, que tinha o mandato de quatro anos.








Saiba mais aqui.






























Post Author: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *