Médicos de Camaragibe denunciam demissões e irregularidades


Médicos pediatras e clínicos da rede municipal de Camaragibe estiveram reunidos na noite desta quinta-feira (13), com representantes do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), para discutirem sobre os “cortes” ocorridos nos vínculos dos profissionais prestadores de serviços pela municipalidade. Os médicos denunciaram que a decisão tomada pela administração do prefeito Jorge Alexandre(PSDB) que,nos últimos quinze dias provocou o fechamento e restrição de plantões, além da redução do quadro de profissionais e de escalas incompletas. Na saúde, por exemplo, cortou cargos de profissionais que prestam  serviços essenciais para o município.  Estiveram presentes à reunião os diretores Walber Steffano e Lissandra Pinto que reforçaram o papel e a importância da luta do Simepe em defesa da categoria.

Há denúncias também que a gestão de saúde de Camaragibe pretende fechar os Cemecs localizados nas comunidades de Vera Cruz e Tabatinga, deixando apenas o Cemec Centro em funcionamento. O clima é de incertezas entre os médicos, profissionais de saúde e da própria população diante da situação em que se encontra a assistência à saúde municipal.

O Simepe, através da Defensoria Médica, vai brigar na Justiça pelo reconhecimento dos vínculos trabalhistas dos médicos pelo agente público, ou seja, a Prefeitura de Camaragibe. Cada caso será analisado e estudado pelos advogados da entidade sindical. Além disso, o caso será denunciado ao Ministério Público de Pernambuco – Promotoria de Justiça de Camaragibe, Conselho Regional de Medicina (Cremepe) com objetivo de garantir os direitos dos médicos.





Com informações da assessoria.






















Post Author: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *